SINDSERPE e ASSECON seguem na luta pelo fechamento dos acordos coletivos dos empregados do CTM

No último dia 22 de janeiro de 2019, o SINDSERPE e a ASSECON, estiveram presentes na segunda audiência na DRT/MTE, na tentativa de fechamento da negociação dos 02 acordos coletivos (2017 e 2018) dos Empregados Públicos Efetivos do CTM.

Foram convocados pelo Ministério do Trabalho para a referida audiência, a direção do CTM e a SAD, porém a SAD não compareceu.

Nas alegações dos representantes do CTM, seria necessário mais um tempo no processo negocial em decorrência das mudanças que ocorreram na SAD e na direção do CTM, e que tentaria abrir uma conversa em fevereiro.

O SINDSERPE, no entanto, alegou que são 02 datas bases sem conclusão. Além disso, são mais de 700 dias de espera para a finalização de um processo negocial que se arrasta por mais de 02 anos.

Não tem como procrastinar um acordo, quando o ente principal da negociação não compareceu a audiência, no caso a SAD, e não encaminhou sequer um documento assinado externando a vontade política de negociar.

Diante do contexto, ficou deliberado que, será encaminhado a outra instância trabalhista, ou seja, o Ministério Público do Trabalho – MPT, para solucionar tal conflito.

Dessa forma foi lavrada ata de presença com os representantes da Empresa, dos Empregados do CTM e MTE, a ser encaminhada ao MPT.

A assessoria Juridica do SINDSERPE já solicitou agendamento ao MPT e até a próxima sexta feira (25/01) deveremos ter a data da audiência.

Definida a data da referida audiência no MPT, o SINDSERPE junto com a ASSECON realizará assembleia com os empregados do CTM, para discutir e deliberar mobilizações, além de possível indicativo de greve.

Quem sempre luta, nem sempre ganha !
Mas, quem não luta, perde sempre !

Renilson Oliveira
Presidente do SINDSERPE