Paralisação Geral de 24h – Trabalhadores(as) de Pernambuco não fogem à luta

Pernambuco carrega história de lutas do seu povo guerreiro, um povo com sede de justiça, democracia, dignidade e respeito.

Na paralisação do último 14/junho não foi diferente. E o SINDSERPE com a diretoria e servidores da sua base foram às ruas, assim como várias instituições e organizações sociais, para lutar contra o aumento do desemprego, diminuição dos salários, retirada de direitos trabalhistas, precarização do trabalho, aumento do trabalho escravo, corte de políticas de proteção social e de renda mínima como o bolsa família, paralisação dos programas de moradia, de defesa dos direitos das mulheres e da juventude, cortes na educação pública e brutal ataque à previdência social, como principais consequências socioeconômicas da agenda ultraliberal retomada no governo de Michel Temer (MDB) e fortalecida por Jair Bolsonaro (PSL).