Congelamento do salário mínimo é um verdadeiro ataque aos trabalhadores

"Foto: Marcelo Andrade/ Gazeta do Povo"

“A equipe econômica do Governo Federal estuda retirar da Constituição Federal a previsão de que o salário mínimo seja corrigido pela inflação, informa o jornal O Estado de São Paulo. A ideia é que, em momentos de grave desequilíbrio fiscal, como o atual, haja condições de congelar temporariamente os aumentos nominais da remuneração. O congelamento do salário mínimo poderia render uma economia entre R$ 35 bilhões e R$ 37 bilhões, segundo fontes da equipe econômica consultadas pelo jornal.

“O congelamento do salário mínimo é um ataque à classe trabalhadora. Não é possível que este Governo não tenha solução alguma para o País, a não ser tirar dos mais pobres.”, desabafa a Secretária Geral do SINDSERPE Ceci Alves.

Só em Pernambuco, há cinco anos, os servidores estaduais não tem reajuste. Muitos recebem abaixo do mínimo e contam com abono salarial. Imagine ficar dois anos sem reajuste do salário mínimo. É mais uma política inapropriada e equivocada do Governo Federal. “É uma equipe de improviso e sem planejamento algum. Decisão tomada apenas para ter superávit.”, completa.

O SINDSERPE, enquanto entidade representante servidores e empregados públicos não concorda e precisamos reagir ou chegaremos ao patamar da Venezuela e vamos morre de fome.