Direção da CUT-PE toma posse em grande ato politico-cultural

PALOMA BITENCOURT/ECOS

 

A nova diretoria da CUT Pernambuco (gestão 2019/2023) tomou posse na noite da última sexta-feira, 14/02, na área externa do Armazém do Campo, bairro de Santo Antônio, centro do Recife. Em clima bastante festivo, mas com caráter político- cultural, os sindicalistas empossados representantes de milhares de trabalhadores e trabalhadoras no Estado, deixaram bem claro que vão continuar firmes na luta para enfrentar os desmandos do Governo Bolsonaro. Além de reforçar o protagonismo da Central na resistência em defesa de direitos e da soberania nacional. A unidade, organização e mobilização da classe trabalhadora serão fundamentais diante desse cenário político adverso.

O Presidente do SINDSERPE, Renilson Oliveira ressaltou a importância da participação política dos diretores Edson Diniz e Marta Souto, pela posse no último dia 14/02, na nova direção da CUT/PE. “Sabemos que o cenário Político no Brasil de hoje é adverso para a classe trabalhadora e principalmente para as entidades de classes que representam e defendem os trabalhadores(as). Porém sabemos que com competência, garra, estratégias , ações e inteligência politica, conseguiremos avançar e vencer esse projeto ultra liberal que está de plantão no Brasil”, destacou Oliveira. Citou ainda que, como representantes legítimos da Articulação Sindical do SINDSERPE, na direção da nossa Central, o desafio tá posto, mas, sabemos que política se faz com representação e participação coletiva, através da condução e ações da nossa corrente majoritária (ARTSIND).

“A luta do povo nasce a resistência” esse é o slogan que vai mover a gestão cutista cuja eleição foi realizada durante o 15º Congresso Estadual da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CECUT-PE) “Lula Livre”, nos dias 28, 29 e 30 de novembro passado, no Centro de Formação e Lazer (CFL) do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência (Sindsprev-PE).

Com informações da CUT/PE